D&D Campaign Adventures for Mythic Odysseys of Theros - Available now @ Dungeon Masters Guild
DUNGEONS AND DRAGONSAproveite as ofertas de DnD traduzido na Amazon Brasil!

Mage Knight para Dungeons and Dragons (parte 4)

Saudações Aventureiros!

Empenhados em projetos que logo vocês verão por aqui, não pude dar a devida atenção para o blog nesses últimos dias, mas hoje, iremos continuar a adaptação do famoso jogo de miniaturas Mage Knight para o Dungeons and Dragons.

Como dito anteriormente, essa é uma adaptação de fã para fã, com fragmentos da história recolhidos da internet, já que o jogo de miniaturas não é mais comercializado, e se encontrado alguma discrepância nesse material, logo ele será corrigido. Hoje, iremos focar um pouco nas regiões e cidades d’A Nação, e logo abaixo, um .pdf do mapa do jogo (em preto e branco e em inglês).

A NAÇÃO (THE LAND)

A Nação é um subcontinente de um grande mundo não explorado. Pouco da história antiga dessa região é contada pelos Oráculos de Rokos, que narram a vinda dos humanos para a região outrora dominada pelos elfos. Depois a rápida ascensão dos humanos na região, a primeira cidade estado foi criada – Atlantis – onde as duas escolas de magia eram dominantes, antes do poderia de Tezla, o grandioso. Muitas outras cidades foram criadas, e depois da descoberta das vilas secretas subterrâneas dos anões, várias rotas de comércio estabelecidas. Comércio em tempos de paz, onde Tezla foi o grande descobridor.

Com a explosão acidental de uma jazida de granito nas cordilheiras Scythria, e a descoberta de uma pedra radioativa que emanava pura magia, o destino – e fronteiras – d’A Nação estavam traçados. Foi fundada a Guilda de Atlantis para pesquisa das chamadas Pedrarcanas (Magestones), e a exploração indiscriminada dessa pedra fizeram que várias cidades-estados caíssem ao poderio armamentista de Atlantis e seus poderosos magos. Tezla reinou sem grandes adversários, pois dominava o poder das duas escolas, e com as pedrasarcanas, inventou uma nova escola de magia.

Mas a utopia de Atlantis teria seu fim, juntamente com a morte de Tezla, séculos depois da descoberta das pedrarcanas. Com a cisma entre os grandes magos, agora temos 3 cidades: Atlantis, Necrópolis e Khamsin. Algumas cidades caíram, outras se erguerão como grandes cidades-estados, e com a ascensão de Atlantis de cidade-estado para Império, a balança de poder parece estar cada vez mais ao lado dos humanos da Guilda.

GUIA DAS CIDADES-ESTADOS E REGIÕES

Alrissar – Pequena cidade, historicamente os habitantes foram os mineradores que encontraram a jazida de pedrarcanas, há séculos atrás.

Ashon Rye – Cidade-estado Independente. Uma das maiores, e a com maior altitude da Nação. Está sofrendo ataques constantes da Seita.

Atlantis – Capital-Império de Atlantis, uma metrópole e maior cidade da Nação.

Bay of Darthion – Maior baía da Nação.

Black Lake – Conta a lenda que, quando a seita se estabeleceu onde é hoje Necropolis, o lago ficou negro, e nenhum ser vivo cresceu em suas margens.

Caero – Cidade comercial independente. Ponto de abastecimento tanto dos Revolucionários quanto dos Liga Elemental.

Cainus Mons – Maior cadeia de montanhas da Nação. Motivo pelo qual é muito arriscado explorar o restante do continente. Infestado de criaturas mágicas não catalogadas pelas escolas.

Cave Orcs – Principal entrada para os reinos subterrâneos dos orcs.

Darthion Castle – Cidade-estado. Outrora cidade sede da Liga Elemental, foi tomada pela Seita de Necrópolis em 435TZ.

Delphane – Cidade de pescadores. Primeira cidade atacada pelos Shyft, e atualmente em combate com eles.

Dhokonios Straight – Principal rota de comercio marítimo de Atlantis, que mantém uma frota de navios movidos por pedrarcanas.

Eassall – Última cidade d’A Nação. Fortaleza que protege da entrada dos bárbaros do leste.

Enos Joppa – Cidade contestada tanto pelos Revolucionários, quanto pela Liga e pela Guilda.

Fairhaven – Vila que serve de cidade satélite para várias outras vilas menores.

Freyhaven – Possível cidade lar do Tu’raj.

Galeshi Sand-Tribes – Um grande deserto dominados pelos Galeshi, uma raça de humanóides aliados dos Revolucionários da Pólvora Negra.

Inland Sea – O Oceano interno é um mar de água doce, onde conta a lenda que existe um poderoso monstro mitológico adormecido em seu fundo.

Khamsin – Atualmente lar dos Revolucionários da Pólvora Negra, uma república onde anões e humanos vivem em harmonia, e onde os magos Atlantis são caçados como assassinos.

Kuttar Depths – Vale montanhoso de onde os anões foram descobertos. Outrora um grande reino anão, agora só ruínas jazem nas profundezas.

Luxos – Cidade-estado. Subordinada a Atlantis, foi invadida e pilhada pelos Corsários Orcs em 432TZ. Conta com uma fortaleza ao norte, onde boa parte dos sobreviventes conseguiram fugir depois do ataque. Hoje, uma cidade em reconstrução.

Necropolis – Cidade-estado da Seita. Outrora um cemitério, agora uma grande cidade de mortos-vivos e futuros agraciados com a dádiva.

Nepharus Mons – Montanhas íngremes.

Nok – Cidade fantasma.

Noth Pass – Passagem de acesso ao leste.

Prieska – Pequena região onde se concentra várias vilas de agricultores.

Rangraz – Cidade recém conquistada pelos Revolucionários.

Rivvernhiems Mts. – Lar da Cavalaria Imortal. Local inóspito somente conhecido por eles. Difícil acesso.

Roa Kaiten – Rio que abastece as vilas do norte.

Roa Saltro – Principal Rio que abastece boa parte das cidades do leste.

Roa Sanguine – Rio que abastece algumas vilas do norte e deságua no Lago Negro. Tem uma coloração avermelhada, por isso o nome.

Roa Vazzor – Principal Rio que abastece boa parte das cidades do oeste.

Roanne Valle – Última fortaleza Elemental da Liga. Atual sede.

Rokos – Cidade dos Oráculos. Atualmente devastada, aos poucos vários habitantes estão reconstruindo a cidade. A Agulha está intacta graças as forças Solonavi, que declararam a cidade como seu território. Para não atrair a ira dessas poderosas criaturas, Atlantis cedeu esse território para eles (Solonavi).

Serpines – Planalto com várias cavernas. Antiga jazida de pedrarcanas

Sterunmounts – Cadeia de montanhas do leste. Possível local de cria dos Draconum

Stone Keep – Lar dos Draconum. Templo secreto onde estava guardado o Ovo.

Sturnlander Coast – Costa desabitada.

The Blasted Lands – Deserto de pedras e criaturas mágicas enlouquecidas, antigos experimentos da Guilda.

The Fist – O Punho é um grande deserto de sal e areia, onde poucos sobrevivem, e os Corsários Orcs estabeleceram seu domínio.

The Wylden – Lar da Liga Elemental. Outrora uma floresta grandiosa, hoje, um reflexo de outrora.

Varsfield – Último reduto anão da Nação. Anões não filiados aos Revolucionários fizeram suas cidades aqui, logo ao sucesso da morte do Imperador pelas mão de Snow.

Venetia – Pequene grupo de vilarejos

Vurgra Divide – Castelo dos Imortal. Cidade isolada e secreta dos Cavaleiros.

Windsong Point – Farol que vigia a passagem do Estreito de Dhokonios (Dhokonios Straight)

Winter Spray – Vale que misteriosamente permanece gelado por vários meses ao ano. Conta a lenda que um dragão do ártico morreu no local, mas sua essência faz com que o vale fica congelado boa parte do ano.

Wolfgate – Milica de guerreiros. Guardiões da fronteira do Império de Atlantis

Wylden Plateau – Platô onde se concentra várias tribos subordinadas a Liga.

Xandressa – Cidade-estado. São independentes do Império, mesmo estando entre os domínios de Atlantis. Concentra a maior feira de mercadores da região.

BAIXE AQUI O .PDF DO MAPA

Próxima parte da adaptação será as raças d’A Nação, com suas particularidades, e para fechar a adaptação, trarei novos rituais e itens encontrados somente no cenário de Mage Knight.

 

Create Your Own Eberron D&D Adventures @ Dungeon Masters Guild
Tags:,